Apreciação

O que você vê de olhos fechados?
Eu costumo ver cores, aromas, emoções, energias, intenções, vejo além da forma e gosto de ‘brincar’
disso. Costumo ver o melhor em tudo, mas… não foi sempre assim.
A reclamação era algo comum para mim, não era consciente, mas possivelmente eu acreditava que
reclamando poderia ser do meu jeito, poderia ser merecedora de algo que me agradasse. Era muito
comum também julgar quase tudo… hoje eu sei que isso é um padrão comum da mente que atua por
comparações com o que já conhecemos, e enquadra e qualifica conforme essa bagagem da memória.
Precisou de treino, igual como quando queremos uma preparação física, foi assim com a
‘comportamental’, primeiro a atitude de mudar, que exige 100% de comprometimento para o propósito e
com o exercício recorrente, criei o hábito que hoje compartilho e ensino: “A Apreciação” que passou a ser
contínua ou pelo menos uma ‘escolha’ que me ajuda a ser muito mais feliz!
Você já reparou que as vezes elogiamos a mesma coisa que em algum momento criticamos? Como por
exemplo um dia quente de sol, ou a chuva… depende um pouco de como estamos emocionalmente e algo
pode nos agradar ou não, concorda?
Comecei a me observar quando percebi essa variação no comportamento e fui olhar isso mais fundo,
observei também como eu me sentia depois de elogiar e depois de criticar e me dei conta que: Reclamar é clamar novamente por algo que NÃO queremos (re-clamar) como se reforçasse essa energia para o
universo, então passei a reclamar menos a estar mais consciente para não fazê-lo.
Observei também o que ocorria quando eu elogiava, e comecei a elogiar pessoas, pois pessoas eram um
termômetro mais preciso que as forças da natureza, o sol, a chuva… eu percebia mais facilmente como
ocorria uma certa mudança em mim, potencializada pelo que percebia mudar nas pessoas. Passei a fazer
isso com mais atenção e realmente a ‘apreciar’ algo antes de externalizar/elogiar. Recebia de volta:
sorriso, gentileza, abria um canal de receptividade, gerava empatia, e meu coração ficava melhor, com
uma energia que me fazia muito bem…
Fui exercitando a apreciação também sem verbalizar, e percebi que as pessoas sentiam mesmo assim, e
que eu também sentia, essa energia sem voz e que pode ocorrer até de olhos fechados, ela sai de mim e
alcança o outro e se espalha ao redor…
Hoje quando passa pela minha mente comparar, julgar, reclamar… ao piscar, sinto meus olhos se
fecharem e se abrirem para dentro, lembro que existe essa ‘escolha’ e pratico.
Essa foi a experiência que eu tive, não acredite nela, mas experimente ter a sua… sinta da sua forma, se
observe, ‘sinta’ a forma que você pode mudar seu mundo e seja muito mais feliz!!!

2 Comentários para “Apreciação

  1. Irene Marques Alexandria says:

    Márcia, gostei de sua crônica. Parabéns!! Muito bom está viagem interma . Estado de Cons ciência é uma Conquista! E assim vamos caminhando galgando degrau por degrau na busca da Evolução. A Divindade vibra Nós.

  2. Silvana nascimento says:

    Excelente matéria num momento tão conturbado que estamos atravessando. Acredito muito que apreciar faz um diferencial imensurável na vida, e nos permitir ser feliz, com uma simplicidade ímpar. Parabéns

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *