Atitude: O que podemos fazer exatamente, Agora? Sim, porque a vida Só acontece ‘Agora’.

É comum nesta época do ano olharmos para todas as ideias de melhoria, novos projetos, propostas de mudanças que nos inspiraram na virada do ano, como se ainda fossem parte do planejamento, e logo à nossa frente está o Carnaval, tão próximo, como se ainda fosse algo a ser ultrapassado para colocarmos em prática o planejamento deste ano. Alguém além de mim já se reconheceu com essa postura?

Esse é exatamente o padrão em que a nossa mente costuma operar, e aceitamos como normal, pelo fato de ser um passado muito recente e um futuro muito próximo, julgamos que essa percepção ‘É’ o Presente, e isso nos distrai do verdadeiro ‘Agora’.

Coloco aqui uma reflexão: O que podemos fazer exatamente, Agora? Sim, porque a vida Só acontece ‘Agora’. Planejamento é importante, mas não vivemos só do projeto, da planta da edificação, precisamos da fundação até a cobertura, o acabamento e a decoração… e, o principal, transformá-la num lar.

É importante olhar com carinho e sentir “O quê” pode ser feito. Que possamos nos lembrar que ‘o feito é melhor que o perfeito não feito’. Se na virada do ano vimos algo que precisava ser ‘mexido’ e deixamos para depois, melhor encontrar coragem de olhar e mexer logo, para sobrar espaço para o ‘novo’, se ainda há algum peso desnecessário que estamos carregando, podemos ver isso como justificativa de encobrir nossas condições de ação, então… mãos à obra!

Nem tudo podemos mudar, o que não podemos mudar, podemos aceitar como é, sem gastar energia brigando, mas vamos tomar Atitude para mudar o que depende de nós.

Dicas para conseguir cumprir os objetivos:

  1. Olhar para os sonhos da virada do ano, todos os itens fazem sentido? Há algum em concorrência com outro, que estejam incoerentes? Se sim, faça escolhas consciente.
  2. Revise a lista com esse novo olhar. Não importa se sonhou alto, o Universo é abundante, mantenha seus desejos mais brilhantes, sim.
  3. Verifique tudo o que precisa ser removido, atitudes, contatos, atividades que impedem ou atrapalham seu foco. Anote.
  4. Faça uma lista para ter a certeza que conseguiu abrir esse espaço, se desfazendo de tudo o que ‘não é’, inclui-se ai, relacionamentos que só operam com o ‘venha a nós e o ao vosso reino  n a d a’, normalmente esse tipo de atividade, atitude ou relacionamento nos consome tempo e energia e nos tira do foco de realização de nossas metas.
  5. Identifique se há algum desejo, ou sonho, ou meta, que depende de outro desejo, sonho ou meta. Tenha em vista essa priorização.
  6. Verifique o que tem mais urgência para trazer: bem-estar, realização, retorno… e que é mais simples de atingir, que envolve menos esforço e investimento de tempo, energia e dinheiro. Coloque esses itens no topo da sua lista.
  7. Coloque as prioridades em todos os itens da lista, não dá para deixar tudo como prioridade ‘1’, e também não dá para deixar o ‘cavalo sem rédeas’, pois sem foco é provável que não aconteça.
  8. Subdivida cada uma das metas em etapas menores, elas vão te ajudar a ir cumprindo seus projetos em partes, ter uma visão melhor de onde você está, colocar etapas de diferentes metas em paralelo e o principal de tudo: te trazer realização ao ver parte de todo o projeto, já cumprido ao longo do caminho. Destaque esses pequenos ganhos, brinde, comemore, isso nos nutre de mais ânimo.
  9. Revise periodicamente seu mapeamento de realizações, mas não seja cruel consigo mesma, caso algo tenha saído diferente, olhe sempre para a frente e continue de onde parou. Enquanto lamentamos, perdemos energia.
  10. Você pode excluir atividades no meio do caminho, incluir outras, mudar, remanejar, mas não se esqueça de saborear tudo ao invés de se perder ou se lamentar, olhe, e sorria ao ver que você está em mudanças contínuas também, isso é Vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *