Cuide de sua sustentabilidade!

Sustentabilidade, palavra tão em evidência nos últimos tempos, porém um pouco difícil de definir…podemos começar por uma definição da Organização das Nações Unidas – ONU, órgão mundial que busca consensos entre os países em diversas áreas que envolvem o Meio Ambiente: “O desenvolvimento sustentável é o desenvolvimento que encontra as necessidades atuais sem comprometer a habilidade das futuras gerações de atender suas próprias necessidades.”

As necessidades atuais indicadas na frase acima se referem ao quanto de recursos naturais extraímos da natureza, para suprir nosso modo de vida; porém, é muito egoísta ao depositar nossos erros, nossos exageros de consumo, nas futuras gerações, bem como só considerar o ser humano, parte do meio ambiente, esquecendo-se dos outros seres, fundamentais para nossa existência. Nós estamos, hoje, destruindo o planeta; portanto, é hoje nossa atuação em prol de um mundo melhor para todos, inclusive pensando no futuro (que é no dia de amanhã, já, vale te lembrar!).

De forma mais atualizada e completa, outra definição da ONU, nos faz compreender melhor a complexidade do que é Meio Ambiente e Sustentabilidade:

“Muitos de nós vivemos além dos recursos ecológicos, por exemplo, em nossos padrões de consumo de energia… No mínimo, o desenvolvimento sustentável não deve pôr em risco os sistemas naturais que sustentam a vida na Terra: a atmosfera, as águas, os solos e os seres vivos”.

O que podemos extrair desse conceito? Que somos totalmente responsáveis por nossas ações que refletem na vida de outras pessoas, de todos os seres que convivemos nesse planeta e, consequentemente, de nossa própria sobrevivência!

A Sustentabilidade envolve a conexão de pessoas vivendo com dignidade, qualidade de vida e bem-estar; o planeta com seus recursos protegidos por nós; parcerias que promovam uma agenda de compromissos socioambientais, que levem à paz, justiça e inclusão, além da prosperidade, com harmonia e plenitude nas relações com a natureza e entre nossa espécie.

Para alcançarmos o que foi indicado no parágrafo anterior, algumas diretrizes devem ser pensadas e propostas ações efetivas, com objetivos e metas claros. São elas: ambiental – preservação dos recursos naturais e seu funcionamento em equilíbrio; social – dignidade, justiça, visando à qualidade de vida e bem-estar já citados; econômica – distribuição mais igualitária; cultural – preservação de nossos comportamentos repassados de geração em geração, bem como acesso ao lazer; geográfica – acesso e interação com o território; institucional/política – como se dão as relações de parceria para execução de políticas públicas para um bem maior, coletivo; educacional – educação de base e para a sustentabilidade, ou seja, como nos transformarmos para direcionar nossas atitudes de forma mais saudável e com plena consciência de suas consequências; por fim, uma dimensão espiritual, que nos leve a uma plenitude de viver, de forma individual, com reflexos no todo.

Em resumo, Sustentabilidade é sustentar a nossa habilidade de manter e preservar os recursos da natureza e, mais que isso, em como nos relacionamos com nós mesmos, ou seja, nossa Sustentabilidade Integral, que reverbera no cuidado com o outro e o coletivo de forma mais afetiva!

A partir disso, eu pergunto: ‘O que você pode começar a fazer hoje, para ter um ano sustentável e mais saudável, em que a sustentabilidade integral de seu ser, seja um objetivo, em consonância à do meio natural?’

A princípio podemos equilibrar 5 dimensões que nos influenciam diretamente todos os dias e todos os momentos de nossa vida:

  1. física: que reflete na busca de saúde e bem-estar para e com nosso corpo;
  2. mental: em que pensamentos e aprendizados são conectados e nos guiam na execução de ações;
  3. emocional: em que paz mental e no coração são fundamentais para nos guiarem na busca pela realização pessoal e profissional;
  4. espiritual: em que a paz interior ocorre por meio da oração e religião que satisfaça nossas inquietações;
  5. profissional: na qual nos sentimos úteis para a sociedade e realizamos nosso propósito de vida e, por fim, sociocomunitária, em que atuamos de forma afetiva em grupos comunitários, associações e causas maiores, em prol do bem coletivo.

Temos que ter o entendimento e visão, que tudo que fazemos em nossa vida pessoal, pode ajudar ou prejudicar o meio e o coletivo, além de nós mesmos.

Podemos inserir nossas ações, mesmo que pequenas, em algo maior, que beneficie os demais, como nas metas do documento mundial ‘17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável’ da ONU (com repercussão internacional e uma das principais discussões atuais) que prevê muitas ações mensuráveis a serem efetivadas até o ano de 2030.

Te convido a analisar o que você tem feito em sua vida pessoal e profissional, que se encaixe nos itens abaixo, que se iniciem em sua vida íntima e ecoem em algo maior; pois, sim, somos todos cidadãos responsáveis por melhorias e soluções!

Podemos trocar experiências e ficarei feliz se você me enviar por e-mail, o que tem repensado e realizado em relação à Sustentabilidade! Vamos refletir:

1- Erradicação da pobreza;
2- Fome zero e agricultura sustentável;
3- Saúde e bem-estar;
4- Educação de qualidade;
5- Igualdade de gênero;
6- Água potável e saneamento;
7- Energia acessível e limpa;
8- Trabalho decente e crescimento econômico;
9- Indústria, inovação e infraestrutura;
10- Redução das desigualdades;
11- Cidades e comunidades sustentáveis;
12- Consumo e produção responsáveis;
13- Ação contra a mudança global do clima;
14- Vida na água;
15- Vida terrestre;
16- Paz, justiça e instituições eficazes;
17- Parcerias e meios de implementação.

Muita informação?! O importante é agirmos devagar, aos poucos, repensando nossos hábitos do dia-a-dia e em como podemos transformar nossas vidas pessoais primeiramente, por meio da reflexão e mudanças de ideias pré-concebidas e atos impensados, com a finalidade de reduzirmos nosso consumo exacerbado e em como podemos apoiar e participar de causas socioambientais.

A partir de agora, até o final do ano, você tem a tarefa de rever seu comportamento perante si mesmo e a sociedade, para entrar em 2020 mais consciente e pleno de suas raízes e sentimentos mais profundos.

Um mundo melhor seu e para todos nós só depende de você cuidar de sua sustentabilidade integral!

Carolina Estéfano
Bióloga e Gestora Ambiental, com atuação na gestão pública e em OSCIP na
área socioambiental.
Caminhos Coletivos: educação e gestão socioambientais
carolinaestefano@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *