Pais e Filhos

Relacionamento Paterno Saudável
Paisagem com pai e filho caminhando

Um relacionamento paterno saudável é um fator fundamental na prevenção de psicopatologias até mesmo a depressão. Segundo um artigo de 2010 da Associação Americana de Psicologia, uma relação calorosa com o pai durante a infância, está diretamente relacionada com a capacidade para enfrentar o estresse do dia a dia.

Após alguns anos aprofundando meus estudos para o meu autodesenvolvimento me deparei com constelação familiar sistêmica, e através desse conhecimento consegui identificar a real importância do pai no sistema familiar e qual o impacto ele causa no desenvolvimento do filho.

Dentro das Leis que regem a Constelação Familiar Sistêmica existe a Lei da Ordem da Hierarquia através dela compreendi que a forma como nos relacionamos com os nossos pais é a forma como nos colocamos no mundo. A Lei da Ordem nos ensina sobre o lugar de cada um dentro do sistema familiar, a força que seu lugar de precedência lhe concede, a hierarquia sistêmica.

O relacionamento que temos com o nosso pai é definidor para o nosso futuro, ele reflete fortemente no nosso movimento na vida. O pai tem um lugar muito importante e fundamental no sistema familiar, sem ele a vida não existiria, é a partir dele que se forma a família.

Ao mesmo tempo em que o pai é o criador é também refém do papel de educar, colocar limites e prover muito além do material, prover aquilo que um filho precisa para crescer e seguir adiante.

Segurança

Enquanto a mãe alimenta, o pai cuida da segurança, é dele que se recebe a força do masculino, o poder perante a vida e seus desafios. A força daquele que protege e defende o sistema. É nas mãos do pai que a criança entra em contato com o mundo. Ele cuida sem superproteger.

Podemos evidenciar através de um exemplo, a diferença da forma como o pai e a mãe lidam com o filho, imagine um passeio com as crianças num parque: A mãe, preocupada e cuidadosa, a todo o tempo fala para o filho: ‘não suba na árvore’, ‘cuidado para não cair’, ‘não corra’… E sim, desta forma realiza com grande eficiência seu trabalho de cuidar dos filhos. O pai, ao contrário, ao chegar em um ambiente assim, observa o ambiente para detectar os possíveis riscos e se coloca de uma forma a preservar o filho longe deste lugar perigoso. Atento, o deixa livre para explorar o ambiente. Essa liberdade e suposta autonomia são necessárias para que o filho possa perceber o mundo, e mais tarde caminhar para a vida de forma completa. Por isso o progresso vem principalmente do pai.

Progresso

Pai é movimento expansão e progresso, é nele que nos agarramos quando precisamos ir para o mundo.

Quando uma mãe se dedica para manter os filhos longe do pai, ela está inconscientemente se esforçando para mantê-los longe do progresso. O movimento vai através da mãe para o pai e através do pai para o mundo. Assim o filho se completa.

Infelizmente os filhos demoram muito para compreender isso, alguns nem chegam a compreender a real dimensão do papel que o pai tem sobre a vida dele. Na grande maioria os filhos parecem não saber ou esquecem de que os pais são homens comuns, com problemas e dificuldades como todos os outros seres humanos e acabam por oferecer um olhar menos benevolente sobre o pai.

Por vezes o pai é julgado pelo seu filho como insuficiente e acabam desejando coisas diferentes do que ele pode oferecer só restando as acusações de que o pai deveria ser assim e que deveria ser diferente, com isso construímos um doloroso caminho para todo o sistema familiar, onde todos sofrem e de certa forma, todos nós passamos por ele.

Respeito

Respeitar o lugar do pai no sistema familiar é de suma importância para gerar filhos seguros que acreditam no seu potencial, ou seja a construção de uma imagem do pai fraca pode gerar filhos fracos.

E de que forma podemos evidenciar essa fraqueza nos filhos?

Geralmente eles expressam a sua fraqueza em diversas situações, na dificuldade de dizer não, na insegurança de enfrentar os desafios do dia a dia, na busca pela opinião dos outros para tomadas de decisões…

Ao respeitar o pai no lugar que a ele compete, geramos harmonia e filhos mais equilibrados dentro do sistema familiar e da sociedade.

Ao perceber que possuímos uma imagem de um pai fraco, devemos nos esforçar para substituir essa imagem através da construção de uma nova imagem de um pai forte buscando nele pontos positivos.

Cabe aos filhos, reverenciar, honrar e respeitar o pai pela vida que recebeu. ‘’Só existo porque sou filho’’.

Procure olhar com amor para o seu pai permita-se sentir a gratidão pela força da vida que chegou a você através dele.

Quando aceitamos o nosso pai temos a segurança de que há raízes que nos sustentam e que é possível fazer escolhas diferentes e mudar a nossa história criando uma realidade de infinitas possibilidades.

 

1 Comentário para “Pais e Filhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *